a-evolucao-do-cerebro

A Evolução do Cérebro Humano

Um raciocínio muito interessante de se fazer e que inclusive nos ajuda a compreender como funciona nosso cérebro é analisa-lo de uma forma evolutiva. No reino animal podemos ilustrar isso muito bem tomando os répteis, que tem um sistema nervoso minimamente desenvolvido e com estruturas presentes no cérebro humano. Assumindo que o texto é voltado para o público leigo não entrarei no detalhe de nomes científicos de tais estruturas.

Leia mais

depressao-e-ansiedade

Depressão e Ansiedade

Imaginemos uma linha do tempo. Passado, presente e futuro. Assumimos que estamos todos no presente. Mas será? De uma maneira simplificada, se estamos no presente, mas nossa mente está o tempo todo lamentando o passado, podemos estar diante de uma condição de depressão. Se estivermos no presente, mas constantemente preocupados com o futuro, podemos estar diante de uma condição de ansiedade.

Leia mais

inteligencia

Inteligência

O que é inteligência? Tudo leva a crer que sabemos do que se trata, mas há uma maneira de defini-la? De uma forma simplificada, trata-se da capacidade de adaptação a um novo estímulo. Na prática, a capacidade que uma pessoa tem de assimilar novos conceitos com mais facilidade do que outra pessoa faz dela uma pessoa mais inteligente do que outra.

Gosto dessa definição porque ela nos permite raciocinar com diversos tipos de inteligência. Uma pessoa pode ter a inteligência para aprendizados físicos, maior do que outra e em algumas habilidades intelectuais isso não proceder. Inclusive do ponto de vista emocional essa definição pode ser válida e isso se refletir numa maior e/ou melhor capacidade de lidar com uma situação desfavorável ou inusitada, por exemplo…

Leia mais

mitos-e-verdades

Alguns Mitos e Verdades Sobre o Cérebro Humano

1.Mito: A nossa genética determina o futuro dos nossos cérebros.

Fato: A neuroplasticidade nos permite ao longo da vida, através de nossas ações e estilo de vida, determinar de uma forma ativa a forma que nosso cérebro irá se desenvolver.

2. Mito: Envelhecimento implica em declínio automático.

Fato: Não há uma trajetória que seja precisamente fixa acerca de como nossas funções cerebrais  evoluem com o envelhecimento. A cognição (nossas funções cerebrais superiores, que nos distinguem dos primatas), se bem trabalhada pode sempre ser aprimorada. É algo curioso, mas para toda função intelectual, pode-se encontrar pessoas que melhoram progressivamente com o passar dos anos. Quando se envelhece, desenvolve-se muitas vezes uma tendência a se simplificar nossas atividades. Até como um mecanismo de defesa. O fato é que essa postura, e não o envelhecimento em si faz com que criemos menos sinapses novas e entremos numa tendência cada vez maior de redução da funcionalidade. O resumo disso  é que a “preguiça” é um grande veneno para o nosso corpo, e o cérebro não é diferente. Cabe a nós escolher entre uma curva ascendente ou descendente e dar este comando ao cérebro.

3. Mito: As medicações são a grande esperança para a melhora cognitiva Leia mais

neuroplasticidade

Neuroplasticidade

A Neuroplasticidade pode ser definida como as contantes adaptações do cérebroaos diferentes estímulos que ele recebe. De uma forma bastante simplicficada, no cérebro, a energia irá para onde a atenção ou a consciência for canalizada.

O aprendizado é visto como neuroprotetor porque, através da neuroplasticidade ele aumenta as conexões neuronais, aumenta o metabolismo neuronal e aumenta ainda a síntese de um fator de crescimento neuronal, uma substância produzida pelo corpo que  ajuda na manutenção neuronal. A Neuroplasticidade manifesta-se no cérebro de diferentes maneiras e em diferentes momentos da vida. No início da vida, na vida adulta e às lesões cerebrais.

Leia mais

percepcao

Percepção

O que acontece quando você não consegue dormir por causa de um barulho, liga o ventilador, que também produz um barulho, e então consegue dormir? Como a seleção natural Darwiniana favoreceu as presas, que se camuflavam melhor, e permitiu que elas passassem despercebidas dos seus predadores e mantivessem suas respectivas espécies vidas? Sim estamos dando claros exemples de percepção. Seja ela auditiva (exemplo do ventilador), visual (exemplo da presa e predador) ou envolvendo qualquer dos nossos sentidos, o fato é que a nossa capacidade de percepção se manifesta constantemente. Leia mais